Escolha das cores para móveis planejados: 5 tendências para 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

O que você vai aprender:

Um ponto importante quando trabalhamos com tendências para móveis planejados é a necessidade de pensar na harmonia do projeto como um todo e estar sempre atento ás novidades. Nesse sentido, a grande protagonista é a paleta de cores escolhida, que desempenha um papel essencial na configuração da obra e diz muito sobre o momento em que vivemos e o que buscamos para a praticidade do dia a dia. Portanto, preparamos um material especial, para trazer tudo sobre as 5 tendências de cores para os móveis planejados, que vão “bombar” nesse ano e deixar o seu projeto moderno, sem perder a personalidade do cliente.

Conforto: a tendência que veio para ficar

“A pandemia ainda traz reflexos muito diretos neste sentido”, aponta a arquiteta Tatiane Higashi, sobre as tendências de cores para os móveis planejados em 2022. Para a profissional, a escolha pelo conforto e aconchego vieram para ficar. Por isso, tons neutros, como branco preto e cinza são a grande aposta deste ano, já que, por conta do isolamento social, provocado pela pandemia, “cores marcantes passaram a causar incômodo”, destaca. Há, ainda, aqueles que não abrem mão dos amadeirados e para eles a dica é apostar em madeiras de tons avermelhados “que remetem a nossa ancestralidade”, uma necessidade, segundo Tatiane, também causada pelo isolamento, pois vivemos um momento de introspecção.

A tendência dos detalhes

Outra dica bacana é levar em consideração alguns e pequenos detalhes, que podem trazer mais espaço para as cores, tornando-as protagonistas, de fato, do projeto e fazem total diferença para o resultado final. Higashi destaca que se deve priorizar o dimensionamento e a proporção entre ambiente e mobiliário, isto é, entender quais são as reais medidas disponíveis e como colocá-las a seu favor, para criar um ambiente de bem – estar e que atinja as expectativas do cliente. Para isso, vale a pena investir em um bom projeto de iluminação “que vai valorizar os pontos fortes do mobiliário”, enfatiza.

A tendência de passar uma mensagem

As cores são muito mais que um enfeito ou algo bonito, elas transmitem uma mensagem e podem expressar comportamentos, vontades, sentimentos. Por isso, uma tendência para esse ano em que as pessoas querem estar confortáveis é importante entender de que forma as cores podem trazer esse conforto. Mas isso parte de uma análise do perfil de cada cliente e entender as sensações que ele gostaria de despertar a si mesmo no dia-a-dia e a quem frequentar seu ambiente. Como por exemplo, Tatiane explica que um perfil mais masculino clama por cores mais austeras. Já o perfil que busca natureza e aconchego, clama por tons amadeirados. E um terceiro perfil que clama por sofisticação, pede neutralidade.

A tendência de personalidade

Logo, as cores escolhidas de um projeto exalam personalidade e dizem muito sobre quem está por trás delas, a verdadeira essência de quem as escolhe e de quem vai usufruir daquele local em que estará o móvel. Isso porque, nos últimos anos, nós nos dedicamos a entender nosso “eu interior” e colocar nossas características em tudo aquilo que está ao nosso redor. Logo, a tendência mais do que nunca, é que as cores devem “refletir o cliente e ser coerente com seu estilo de vida”, pontua a arquiteta. “Costumo dizer que não existe coisas feias, cafonas ou over”, porque devemos sempre analisar o todo e o contexto.

A Tendência infalível: o menos, é mais!

Para finalizar, ela da dica para quem não quer errar: “apostar em cores neutras, mas fugindo do bege, que é um `lugar comum`”. Ou seja, o menos, é sempre mais. Abusar de cores chamativas pode trazer um peso desnecessário ao projeto e prejudicar o resultado final. E citando o mestre da arquitetura Mies van der Rohe, finaliza: “Priorizar qualidade a quantidade, pois em um projeto, menos é mais”

Produzindo sonhos desde 1987

Faça um projeto sem compromisso

O AUTOR

Posts Relacionados